História

A primeira capelinha foi mandada construir pelo Pe. João Becker, aos 24 de Junho de 1927. Em 09 de Junho de 1939, foi confiada à Província de São Pedro dos Padres Carlistas, na pessoa do Pe Rinaldo Zanzotti, tendo a missão de atender ao migrante.
À partir do dia 23 de Março de 2014, está sob a direção do Pe. Antonio Bortolamai e Pe Hermes Pergher, contando com o auxilio dos Padres do Seminário. A Paróquia conta com muitos leigos, engajados e divididos em 23 pastorais e movimentos, que atendem as pessoas da comunidade em diversos trabalhos e atividades.
Integram a Paróquia as Comunidades: Cond. Cristal, Cristo Operário (Monte Cristo), Nossa Senhora das Graças, (Campo Novo), Nossa Senhora do Horto, ( Kanasawa), Santa Edwiges,(JD Vila Nova), São Francisco de Assis, (Cohab), São João Calábria, João Batista Scalabrini,(Morro Quente) e Hosp. Vila Nova.


domingo, 13 de abril de 2014

Domingo de Ramos 2014


     









 O Domingo de Ramos abre por excelência a Semana Santa. Relembramos e celebramos a entrada triunfal de Jesus Cristo em Jerusalém, poucos dias antes de sofrer a Paixão, Morte e Ressurreição. Este domingo é chamado assim porque o povo cortou ramos de árvores, ramagens e folhas de palmeiras para cobrir o chão onde Jesus passava montado num jumento. Com folhas de palmeiras nas mãos, o povo o aclamava "Rei dos Judeus", "Hosana ao Filho de Davi", "Salve o Messias"... E assim, Jesus entra triunfante em Jerusalém despertando nos sacerdotes e mestres da lei muita inveja, desconfiança, medo de perder o poder. Começa então uma trama para condenar Jesus à morte e morte de cruz.

 O Domingo de Ramos pode ser chamado também de "Domingo de Ramos e da Paixão do Senhor", nele, a liturgia nos relembra e nos convida a celebrar esses acontecimentos da vida de Jesus que se entregou ao Pai como Vítima Perfeita e sem mancha para nos salvar da escravidão do pecado e da morte. Crer nos acontecimentos da Paixão, Morte e Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo, é crer no mistério central da nossa fé, é crer na vida que vence a morte, é vencer o mal, é também ressuscitar com Cristo e, com Ele Vivo e Vitorioso viver eternamente. É proclamar, como nos diz São Paulo: '"Jesus Cristo é o Senhor", para a glória de Deus Pai' (Fl 2, 11).




 











domingo, 23 de março de 2014

Dia da Festa de São José

São José é um grande intercessor que temos diante de Jesus. Nunca tarda em nos ajudar a conseguir alguma graça que desejemos, desde que a peçamos com fé.
Tudo o que sabemos de São José é o que nos conta a Sagrada Escritura: que era um homem justo, temente a Deus e aceitou dar sua vida para criar e educar um filho que não era seu (afinal Jesus era filho de Deus).
A Escritura Sagrada diz que era carpinteiro (Mt 13,55) e pobre, tanto que quando foi levar Jesus ao Templo para ser circuncidado e Maria purificada, ofereceu como sacrifício um par de rolas, permitido apenas àqueles que não tinham condições de comprar um cordeiro (Lc 2,24). Embora sendo pobre, José era de linhagem real, da descendência do rei Davi (Mt 1,1-16 e Lc 3,23-28). Era um homem bom, compassivo e carinhoso, características de um justo. 
Dia 19 de Março, comemoramos o dia de São José e, neste domingo, dia 23 de Março de 2014, aconteceu a comemoração na Igreja Matriz. Com a Presença de Dom Jaime Spengler, que percorreu as ruas do bairro, junto com os paroquianos, comunidades, padres, seminaristas e  religiosas.
 


















 


 Após a Procissão, a missa de São José, junto com a acolhida ao novo Pároco: Pe Antonio Bortolamai.
    A Celebração inicia com a leitura da carta de nomeação. Em outro momento, Pe Antonio, professa sua fé diante da comunidade. Também, recebe, das mãos do Bispo, as chaves da Igreja e do Sacrário. Dom Jaime, apresenta Pe Antonio para todos na Igreja e  pede que a comunidade o acolha, com o mesmo carinho dispensado a outros que aqui já passaram.No final, homenagens, envio e despedida  do Padre Pedro.
 
























































 

 












 
 




















 






 




























 


Após a celebração, almoço no Salão Paroquial com uma presença marcante da comunidade. Com mais homenagens e agradecimentos, das pastorais e comunidades, ao trabalho realizado pelo Padre Pedro.
 



























   Ao Padre Antonio, desejamos que sob seu olhar, possamos continuar as obras de Evangelização, guiados por Deus  e iluminados pelo Espírito Santo e com  a proteção de São José.
    Ao Padre Pedro, que Deus o acompanhe em sua nova missão, agora amparado por Santo Antonio.